Flor de Bulbos: Plantio, Cuidados, Cultivo e Espécies

E o que são na verdade plantas com bulbos? São consideradas plantas que contam com reservas nutricionais que a ajudarão em sua própria sobrevivência, frente a várias dificuldades como condições desfavoráveis ao seu desenvolvimento, falta de água, baixas ou altas temperaturas, entre outros.

Estas reservas ficam em uma espécie de caule modificado e devidamente adaptado para exatamente poder acumular estes nutrientes. As formas deste caule, digamos, “modificado”, são chamadas de bulbos, cormos, tubérculos, rizomas, etc.

como cultivar

A reserva destes nutrientes é importante para estas plantas porque é através destes que se vai garantir o “chute” inicial para o próprio desenvolvimento da referida planta e os bulbos têm imensa capacidade de armazenamento destes nutrientes, podendo florir mesmo em locais e situações adversas, como dentro de um armário fechado, por exemplo.

Apesar de reagir bem a situações adversas de armazenamento e clima, existem, no entanto, espécies de plantas com bulbos mais adequados para climas específicos, podendo ser plantado em qualquer época/estação do ano. É preciso, no entanto, saber escolher bem as espécies certas para cada região e também para cada estação.

Como consequência, você conseguirá obter um maravilhoso jardim florido e colorido por todo o ano, independentemente de estação ou clima.

como escolher

Como escolher as espécies certas?

É comum nos apaixonarmos por espécies de plantas simplesmente bela beleza que elas oferecem. Nos casos dos bulbos, no entanto, não se distraia e dê preferência às espécies adequadas para o clima da sua região e também para o local do plantio.

É possível identificar diversas espécies de plantas com bulbos para praticamente todas as regiões, tanto as mais frias como as mais quentes, e selecionar a que se adequa melhor com esta ou aquela região é praticamente a certeza de que irão florir com muita saúde. Portanto, pesquise muito antes de comprar.

Procure escolher bulbos que floresçam em pontos diferentes na estação, pois você terá flores durante praticamente toda a primavera.

armazenamento

Como armazenar os bulbos

Em algumas situações, daquelas bem inusitadas, você não poderá de pronto realizar o plantio do bulbo e, portanto, precisará armazená-lo adequadamente. Sugestivamente, se for este o seu caso, tente guarda-lo em um local seco, fresco e devidamente arejado.

Coloque os bulbos em uma bandeja ou recipiente devidamente forrado com areia ou mesmo com papel limpo e seco, deixando-os distantes e separados uns dos outros. É recomendável, também, colocar uma etiqueta em cada um deles com data e espécie, assim ficará mais fácil sua identificação no momento do plantio.

No ambiente em que for deixá-los armazenados deve ter uma circulação de ar adequada, pois estes bulbos podem até apodrecer, devido à ação de fungos provenientes de ambientes muito úmidos ou com pouca circulação de ar. Mas também não exagere, pois, uma quantidade muito grande de ar, pode também prejudicar este armazenamento.

Flor de Bulbos

Chega a hora do plantio

As flores de bulbo na maioria das vezes florescem no início de setembro em muitas regiões. Mas não se preocupe, são muito fáceis de plantar e crescem em praticamente em qualquer lugar. Vamos ver agora, detalhadamente, duas das principais formas de plantio.

1º. Plantio em Canteiros: para efeito de definição, os canteiros nada mais são que áreas previamente delimitadas, fisicamente ou não, que contém uma grande quantidade de plantas ou flores.

No caso dos bulbos, este plantio em canteiros deve ser feito fora das épocas de chuvas, pois o solo pode estar muito úmido e esta não é a melhor condição de plantio.

O plantio de bulbos depende muito da correta drenagem do solo, pois evitará o surgimento dos já citados fungos. Em solos muito argilosos, acrescente areia grossa bem no fundo da cova previamente feita.

Para os bulbos, o solo não pode nem estar seco demais nem úmido demais. Em ambas as situações, o plantio ficará seriamente comprometido.

2º. Plantio em vasos: a mesma preocupação no caso dos canteiros, quanto à umidade, excesso ou não de água, a correta drenagem do solo, enfim, deve ser igualmente observados quando do plantio em vasos.

Estes vasos precisam ser furados em seu fundo, para ajudar nesta drenagem. Vale lembrar também que este vaso deve ser proporcional ao tamanho da planta adulta. Jacintos, por exemplo, preferem os vasos menores, mas as alpínias, no entanto, se expandem e possuem um porte maior, devendo ser plantadas preferencialmente no chão.

Plante o bulbo com a ponta voltada para cima, cobrindo-o com pelo menos 3cm de terra e tome muito cuidado pois esta planta pode ser invasora, se auto expandindo. Por isto da atenção quanto ao tamanho do vaso em que será feito o plantio.

Mesmo assim, há de se considerar que plantas bulbosas não necessitam de solo muito profundo e grandes quantidades de terra, pois se desenvolvem muito bem em vasos, por exemplo.

Fotos de flores
alaranjada
avermelhada
vermelhio
bulbos
com pétalas
diferente

Cuidados após o plantio dos bulbos

Para que seus bulbos devidamente plantados tenham um desenvolvimento e um crescimento saudável, serão necessários alguns cuidados. Há de saber que estes bulbos precisam de umidade adequada, durante todo o ano todo, através de uma regagem específica.

O bom e mais fácil é que esta rega é parecida em praticamente todos os bulbos. Uma regagem considerada adequada, por exemplo, seria de 2 a 3 vezes por semana, no máximo. Obviamente, em estações mais quentes e secas, estas regas podem e devem ser aumentadas.

como fazer

Outrossim, não é recomendado o corte das folhagens das plantas de bulbo quando a floração termina, o que muita gente acredita ser o ideal. Isto porque os bulbos guardam suas reservas de alimento exatamente através do processo de fotossíntese de suas folhagens.

Se as cortar, estas reservas não serão feitas, comprometendo a vida da planta. Não se preocupe, deixe estas folhas murcharem normalmente e quando estiverem mais amareladas, aí sim, poderá cortá-las.

fotos de Flor de Bulbos

Para conhecimento, o ciclo de vida destas plantas bulbosas geralmente é anual, ou seja, ao fim de 8 a 10 meses, elas irão murchar suas flores, e estas parecerão mortas, o que é uma inverdade. Ao murcharem, tire os bulbos novos, lave-os bem, secando-os em seguida e guarde-os embrulhados em papel toalha diretamente na geladeira. No outono, retire-os e plante-os novamente, e você terá outras lindas flores.

Gostou? Comente abaixo!

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest