Brassia: Como Plantar, Regar, Cultivar, Cuidar e Fetilizar [Guia]

A Brassia é um gênero botânico pertencente à família das orquídeas e agrupa em torno de 30 espécies diferentes, por isso pessoas que não conhecem de plantas têm dificuldade em caracterizá-las. Distribuídas entre a América Central e do Sul, as brassias podem ser encontradas em várias altitudes geográficas, mas sempre em ambientes quentes e úmidos como o clima Tropical.

Também chamadas de orquídeas aranhas por causa da semelhança com o aracnídeo, esse gênero é, como a maior parte das espécies de orquídeas, epífito, ou seja, são plantas que vivem sobre outras plantas, mas sem uma relação de parasitismo. Com flores compostas por sépalas e pétalas muito estreitas e alongadas, as brassias crescem lateralmente de gemas em sua base, e não de terminações ou ápices, sendo compostas de pseudobulbos com forma oval.

flor brassia

De formato singular e com cores exuberantes, as brassias chamam a atenção em qualquer ambiente, mas é preciso ter cuidado para cuidar delas. Assim como todas as espécies de orquídeas, as brassias também exigem ambiente, fertilização, poda e rega adequadas para se ter uma planta sempre bonita.

como plantar

Por isso, se você tem uma brassia em casa ou está pensando em adquirir uma orquídea desse tipo, confira então algumas dicas que separamos para te ajudar a conservá-las e deixa-las sempre belas:

1. Qual o ambiente ideal para essa planta?

Orquídeas são sensíveis as altas temperaturas e raios solares

As brassias, assim como a maioria das orquídeas, gostam de ar fresco e bastante luminosidade, mas sem ser atingida diretamente pela luz solar para não queimar as folhas e matar a planta. Por isso, se você tem uma brassia em casa, o recomendado é conservar a flor em um local arejado e iluminado, mas que fique longe dos raios solares. Afinal, as orquídeas também sentem os danos nocivos do sol como a nossa pele, tá certo?

Qual o ambiente ideal para essa planta

Outra coisa importante é manter a brassia sempre em temperatura ambiente, no máximo 28°C no verão, pois acima dessa condição será necessário aumentar a ventilação e a humidade do local de cultivo da planta para que não seja afetada pelas mudanças do clima. Então, observe com atenção os meses mais quentes do ano para não deixar a flor morrer.

2. Como regar a sua orquídea?

Escolha cultivar a planta em substratos que não retém água como xaxins

Um passo importante para quem tem esse tipo de planta é rega-las com bastante água, mas sem deixa-las encharcadas. Diferente de outras plantas, as orquídeas não podem ficar mergulhadas em água para não apodrecer as folhas e as raízes. Assim, a brassia precisa ser regada uma vez por semana, sempre no mesmo dia, pois as plantas se acostumam aos hábitos para crescerem fortes e saudáveis. A regularidade para colocar água na flor vai depender do clima, se está muito seco, é preciso regar mais de uma vez, mas se está muito úmido, é necessário diminuir a frequência.

Como regar a sua orquídea

Além disso, um substrato poroso é o ideal para cultivar a brassia. Um xaxim de palha de coco, por exemplo, pode manter a planta úmida sem deixa-la cheia de água, mas para isso é preciso não deixar pratos debaixo da planta para não reterem a água e ainda evitar a proliferação de mosquitos.

Fique atento quando a planta começar a ter novos brotos, pois é necessário aumentar o cuidado com as regas, uma vez que esses novos rebentos têm a tendência de apodrecer com o excesso de humidade. Assim, na maturação desses gomos, a planta precisa de um período de descanso de duas semanas, reduzindo as regas ao mínimo.

3. Que tipo de fertilização essa planta recebe?

Para cada fase da brassia, utiliza-se fertilizantes com nutrientes diferentes

As orquídeas em geral apresentam duas fases de desenvolvimento, a primeira é o crescimento vegetativo, quando aparecem novas raízes, novas folhas e novas hastes e o segundo momento é quando começa a floração. Em vista disso, para cada ciclo da brassia utiliza-se fertilizantes com nutrientes diferentes, como fertilizantes ricos em Azoto para o primeiro estágio ou com fósforo e potássio para o segundo.

dicas de cultivo flor brassia cultivo de brassia

Brassias podem ser cultivadas em troncos, pedaços de cortiça ou xaxim e, nesses casos, tem que haver bastante umidade. Mas se você optar por planta-las em vasos, o substrato deve ser trocado de tempos em tempos quando começar a quebrar e apodrecer, mas esse revezamento só deve ser feito quando a planta apresentar novos brotos para que tenha um restabelecimento mais rápido.

Que tipo de fertilização essa planta recebe

4. Como podar orquídeas do gênero?

Sensíveis a bactérias e fungos, brassias precisam de cuidados especiais na poda

Outra consideração a se levar em conta, é como podar sua brassia. O recomendado é remover as folhas que estão amareladas e cortar as hastes de modo que elas deem novas floradas. Além disso, toda vez que você for remover uma folha ou talo de uma orquídea, seja qual for gênero, coloque canela em pó em cima do corte, pois esse condimento age como cicatrizante e a planta fica livre de ser infectada por fungos e bactérias.

Como podar orquídeas do gênero

Por fim, para retirar qualquer parte da planta, use ferramentas esterilizadas, pois ela é muito sensível às agressões externas assim como o nosso corpo. Embora não pareça, seguindo essas dicas, cultivar orquídeas não é tão difícil e podemos ser proporcionados pela beleza de suas hastes florais cheias de perfume e até com certa durabilidade.

* Conheça algumas curiosidades sobre esse gênero de orquídea:

Conheça algumas curiosidades sobre esse gênero de orquídea

A brassia foi descoberta em 1813 pelo botânico e físico escocês Robert Brown na Jamaica e recebeu esse nome em homenagem a William Brass, um ilustrador britânico especializado em botânica que coletava plantas na Guiné e África do Sul.

Brown chegou a coletar 4000 plantas, das quais muitas ainda eram desconhecidas, nas terras que hoje chamamos de Austrália, mas infelizmente o navio que transportava essas espécies naufragou e perdeu-se boa parte da coleção.

Por causa do formato e grande quantidade de flores por haste, as orquídeas desse gênero são muito utilizadas para o cruzamento na geração de híbridos como a Alexanderara, Bakerara, Beallara, Degarmoara, Miltassia, Odontobrassia, entre outras.

E você? Já conhecia as brassias? Gostou das nossas dicas? Compartilha aqui com a gente qual é a sua orquídea preferida!

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Obrigada! 😘

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *